COMBATA OS CRIMES AGROPECUÁRIOS. DENUNCIE PARA A DECRAB.

a frente parlamentar
e a decrab

Por iniciativa do deputado estadual Sérgio Turra, foi criada a Frente Parlamentar de Combate aos Crimes Agropecuários (FPCCA), da Assembleia Legislativa RS, que propôs medidas de repressão ao crime rural organizado e sugeriu a criação de uma Delegacia de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (DECRAB). O objetivo era dar continuidade ao trabalho da Força Tarefa da Polícia Civil e integrar os envolvidos no combate à violência no campo, como Brigada Militar, Vigilância Sanitária, Fiscalização Agropecuária, Fazenda Estadual e Sindicatos Rurais, o que reduziu os índices de criminalidade no meio rural. Em abril de 2018, as duas primeiras DECRABs foram inauguradas, em Bagé e Santiago.

ASSISTA:
"O campo é responsável por 46% do PIB do RS"

1

Crimes que você pode denunciar

A DECRAB atua na repressão ao crime organizado no campo, responsável por furtos e roubos de animais e máquinas, receptação e comércio de carne oriunda de abigeato, contrabando e falsificação de sementes e insumos agrícolas, estelionato, entre outros.

2

Como você pode denunciar

Ao saber de um crime contra o agronegócio, você pode fazer a denúncia na Delegacia de Polícia mais próxima ou na DECRAB da sua região.

3

DENUNCIE DE QUALQUER LUGAR PARA:

Decrab Bagé
(53) 32476098
bage-decrab@pc.rs.gov.br

Decrab Santiago
(55) 32499230
santiago-decrab@pc.rs.gov.br

a insegurança no campo

O Abigeato representa 70%
dos crimes agropecuários
cometidos no RS

Mais de 10 mil ocorrências
registradas em 2016

Mais de R$ 200 milhões
de prejuízo ao produtor

o combate à violência

Com o trabalho da Força Tarefa da Polícia Civil, as ocorrências tiveram uma queda de 23,5% em 2016, de 25,5% em 2017 e um recuo de 30% no primeiro bimestre de 2018, em relação ao mesmo período do ano anterior. 

Em dois anos de atuação, a força policial desarticulou 26 organizações especializadas em abigeato e prendeu 198 criminosos, recuperou 963 bovinos e 29 veículos, apreendeu 78 armas e mais de 40 toneladas de carne (dados de fevereiro de 2018).

Os crimes agropecuários não lesam apenas os produtores rurais. O abate clandestino e o comércio ilegal representam evasão fiscal. Além disso, o abigeato mostra crueldade em relação aos animais, muitas vezes abatidos vivos, doentes ou vacinados, o que representa risco à saúde pública.

“A defesa do Agronegócio é garantia de renda para o produtor rural, de alimento na mesa do consumidor e de emprego no campo e na cidade”. Sérgio Turra, presidente da Frente Parlamentar de Combate aos Crimes Agropecuários.

DOWNLOADS

O combate à violência precisa de você. Baixe os materiais e ajude a divulgar a nossa mobilização por mais segurança no campo.

VÍDEOS

  • Evento de lançamento da mobilização de combate aos crimes agropecuários, que ocorreu no dia 05 de julho na Assembleia Legislativa RS e contou com a presença de autoridades e lideranças.

  • Autoridades e lideranças deram seus depoimentos no evento de lançamento da mobilização por mais segurança no campo.




DENUNCIE

  • Decrab Bagé
    (53) 32476098
    bage-decrab@pc.rs.gov.br

  • Decrab Santiago
    (55) 32499230
    santiago-decrab@pc.rs.gov.br


  • Ou na Delegacia de Polícia Civil mais próxima.

Iniciativa: